sexta-feira, 29 de outubro de 2010

pudesse eu e estava lá caída


É tudo bom. É na Assírio. É o Mário Cesariny. É o Cabral Martins.


"A Fundação Luís Miguel Nava e a editora Assírio & Alvim convidam-no a assistir ao lançamento do número 26 da revista de poesia Relâmpago, que se realizará no dia 4 de Novembro, pelas 18h30, na Livraria Assírio & Alvim, Rua Passos Manuel, 67 – B.

Este número, que tem como tema central a poesia de Mário Cesariny, será apresentado por Fernando Cabral Martins. Os actores Eurico Lopes e Paulo Pires lerão poemas do poeta homenageado.

No final será servido um pequeno cocktail."

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Resolvi escrever sobre as casas. Tenho as palavras em ninho no corpo e o corpo em ninho dentro da casa. Mas se calhar ainda não é hora de escrever. É hora de pensar e fazer as pazes com a memória desta casa. Prepará-la para ser um lar dentro dos olhos. Ainda não amadureci a casa para que a escrita se abra em flor. Então espero que me falem de casas e já ouvi muito sobre casas. Mas não o suficiente. Quero encher um planeta inteiro de pensamentos sobre a casa. Quero pensá-las bem e quando as tiver desenhadas começo a escrever sobre elas.
Ainda não chegou a hora de escrever.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

o gasolineiro dos açores devorador de clássicos

Pronto, está uma pessoa a trabalhar nos livros a vida toda a tentar não ler pouco, a sofrer porque não lê mais e vai o Onésimo Teotónio Almeida de encontrar um gasolineiro nos Açores que lê mais e melhor que qualquer outra pessoa que eu tenha conhecido até hoje. E que lê porque isso lhe faz bem à alma. Só.
O senhor dá pelo nome de Ângelo Bento Melo e é uma delícia. Passo o preconceito de todos acharem que uma pessoa com a vida do Ângelo não lê. Mas já agora aproveito para passar o preconceito de que assim, ninguém lê. Mas que este lê, lê, nada no discurso dele nos faz duvidar. E tem uma lista com os Prémio Nobel e vai riscando os que lê. E já leu 21. E já leu muito mais e muito bem.
Estou encantada e comovida com o Ângelo. E com a chapada que o artigo me deu. Que eu sempre fui muito boa a receber chapadas e a saber aproveitá-las muito bem. Li o artigo (Revista Ler deste mês, imperdível como sempre) e foi logo um Borges e um Millas de seguida. Por causa das tosses...

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

o primeiro já cá canta

CURSO
LITERATURA PORTUGUESA

com Rosa Azevedo

3ª feira
18h30 - 19h30

de 2 de Novembro a 21 de Dezembro

Preço: 50€

(inscrições até 30 de Outubro para rosa.b.azev@gmail.com)

Fábrica Braço de Prata

Este curso pretende debruçar-se sobre a literatura portuguesa do séc. XX, de um ponto de vista generalista focando os principais movimentos e alguns autores. É um curso que se direcciona sobretudo a quem não é da área dos livros (ainda que todos os outros sejam bem vindos), tentado dar uma visão alargada do que se passou por cá no séc. XX.


PROGRAMA

1ª sessão
realismo, naturalismo, simbolismo, revoluções culturais do início do século, abertura para o modernismo

2ª sessão
modernismo, contexto cultural da época: os intelectuais e a literatura

3ª sessão
surrealismo: surrealismo a tempo (Cesariny)

4ª sessão
surrealismo tardio (Mário Henrique Leiria), surrealismo disfarçado (Alexandre O'Neill), outros surrealismos (Luiz Pacheco)

5ª sessão
neo-realismo: movimento revolucionário com máscara (Mário Dionísio, Soeiro Pereira Gomes, Carlos de Oliveira)

6ª sessão
anos 50 a 70: literatura sem marca. Vergílio Ferreira e o Existencialismo

7ª sessão
nova literatura: novos autores, consagrados e outros, revistas literárias, consagradas e outras

8ª sessão
balanço

Escritoras esquecidas do séc XX

As leituras que faço levam-me por muitos caminhos, diferentes uns dos outros. E às vezes há sítios onde me deixo ficar, desenvolvendo uma pe...